logo

Um estudo exclusivo sobre a evolução do Setor de Rastreamento

Quando falamos em Internet das Coisas (IoT – Internert of Thing), sempre falamos em crescimento exponencial, sem dúvidas. Os números impressionam! Até este ano de 2020, cerca de 25 bilhões de equipamentos tendem a estar integrados a sistemas inteligentes em todo o mundo, num volume de 50 trilhões (sim, trilhões!) de gigabytes (GB) de dados. A expectativa é que a Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) movimente cerca de US$ 19 trilhões até a próxima década, conforme previsão da Cisco. Desse montante, a América Latina abocanhará US$ 860 bilhões, e o Brasil será responsável por US$ 352 bilhões. O potencial da tecnologia é gigantesco e as oportunidades para carreira, negócios e empreendedorismo, inúmeras.
O mercado de rastreamento de veículos faz parte deste ecossistema de crescimento chamando IoT, ele não será substituído ou excluído e sim aperfeiçoado – este é o meu conceito. O Rastreamento Veicular deixou de ser exclusivamente para a funcionalidade de localização e passou a ser uma aplicação para as coisas. O mesmo conceito de rastreabilidade será aplicado para objetos, máquinas e diversos ativos, e vai muito além da perda do ativo por um ato de roubo ou furto.

Se hoje você realiza o rastreamento do seu veículo, por que não realizar de outros ativos e possibilitar uma interação entre eles, através da IoT?

Quando vejo uma empresa focando apenas em rastreabilidade de veículo, vejo um potencial de experiência em rastreabilidade não sendo colocado em prática, com o uso das tecnologias de IoT. Fechando a atuação para um único modelo de negócio, que há mais de vinte anos faz exatamente a mesma coisa: localizar! Já é hora de mudar! Pra já!
Por este motivo, o meu pioneirismo em simplificar a atuação e as aplicações da IoT para o mercado de rastreamento.
Enquanto o mundo avança na aplicação de IoT em setores variados, incluindo saúde, agronegócio e logística, o Brasil caminha a passos mais lentos. Mas nem por isso está parado. No ano de 2019, o país aprovou o Plano Nacional de Internet das Coisas. A tendência é que os projetos com uso da tecnologia ganhem mais fôlego a partir de agora. Por enquanto, o mercado nacional de IoT tem crescido a uma taxa anual de 20% e o avanço de dois dígitos deve ser mantido pelos próximos cinco anos. Nada que possa ser desprezado.
A IoT é a grande protagonista do momento no mundo de rastreamento, trazendo para as empresas uma infinidade de novos modelos de negócio que precisam ser colocados em prática, possibilitando a diversificação da carteira de produtos e serviços.

E você o que está fazendo para fazer parte deste crescimento? Baixe o nosso e-book aqui.

Boa Leitura!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *